×

FINALISTAS

Cada projeto inscrito, conforme previsto em regulamento, passou pelas duas primeiras etapas de avaliação, nas quais foram avaliados por especialistas, que definiram os finalistas de cada categoria, que são:

Categoria Academia
CATEGORIA
ACADEMIA

Apontamentos sobre o Modelo de Avaliação de Programas de Integridade pelo Poder Público
Autor: Felipe Barbosa Zani
Orientador: Fernando Macedo
IES: Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais – IBMEC RJ
Rio de Janeiro / RJ


Corrupção no Ensino Remoto na Educação Superior Durante a Pandemia do Covid-19 e a Percepção de Justiça dos Alunos
Autora: Lidiane Tereza Fagundes Miranda
Orientadora: Ana Carolina Vasconcelos Colares
IES: Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – PUC Minas
Belo Horizonte / MG


Há Corrupção na Educação? Relatos Daqueles que Vivem essa Realidade no Chão da Escola Pública Brasileira
Autora: Roberta Maria Bueno Bocchi
IES: Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo
São Paulo / SP


O Controle Social como Mecanismo de Combate à Corrupção: Uma Análise dos Gastos com Diárias das Câmaras Municipais da Paraíba no ano de 2019
Autoras: Patrícia Regina Alves Pessoa e Rosemary Rodrigues do Nascimento
Orientador: Fernando José Vieira Torres
IES: Universidade Federal da Paraíba - UFPB
João Pessoa / PB


O Movimento de Ascensão do Compliance Anticorrupção a Partir da Promulgação do Foreign Corrupt Practices Act
Autora: Gabriela Forti Pimentel Teixeira
IES: Universidade de São Paulo - USP
São Paulo / SP


Categoria Tecnologia
CATEGORIA
TECNOLOGIA

Antenou: seu Guia Político Gamificado
Autoras: Elaine Cruz Farias e Morgana Beatriz Feijó Galamba
IES: Universidade Federal de Pernambuco - UFPE
Recife / PE


ComplianceGov
Autores: Jerônimo Santos Lima e Misma Ferreira de Paula
IES: Universidade Federal Fluminense – UFF e Faculdade Cedin
Volta Redonda / RJ e Belo Horizonte / MG


Conexão Manaus
Autor: Joelvis Roman da Silva
IES: Centro Universitário da Grande Dourados - Unigran
Dourados / MS


Minha Escola
Autor: Joelvis Roman da Silva
IES: Centro Universitário da Grande Dourados - Unigran
Dourados / MS


Sr. Corrupto
Autor: Joelvis Roman da Silva
IES: Centro Universitário da Grande Dourados - Unigran
Dourados / MS


Categoria Comunicação
CATEGORIA
COMUNICAÇÃO

Abra Mão da Corrupção
Autora: Sarah Cristina de Oliveira
IES: Senac São Paulo
São Paulo / SP


Corrupção: Não Combina com Cidadão!
Autora: Rafaela Negretti de Lima
IES: Universidade Estadual de Campinas - Unicamp
Campinas / SP


Campanha #somosanticorrupção
Autora: Misma Ferreira de Paula
Orientador: Daniel Perrelli Lança
IES: Faculdade Cedin
Belo Horizonte / MG


Projeto Três P - Educação Política
Autores: Maria Izabella Souza de Lima, Jheniffer Caroline Tourinho Silva e Gabriel Zambonini Cana
IESs: Universidade Estadual de Campinas – Unicamp,
Universidade Presbiteriana Mackenzie e
Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP

Campinas, São Paulo e Guarulhos / SP


Transformando o Brasil
Autora: Sarah Cristina de Oliveira
IES: Senac São Paulo
São Paulo / SP



Os projetos finalistas estão em avaliação pela Banca de Premiação. Após o término do concurso, tornaremos público os projetos finalistas e vencedores.

Os vencedores serão conhecidos em Dezembro.

SOBRE O PRÊMIO

Prêmio Não Aceito Corrupção

O Prêmio Não Aceito a Corrupção é uma iniciativa conjunta do Instituto Jatobás e do Instituto Não Aceito Corrupção, que busca estimular a academia – estudantes e professores - a aprofundar a discussão sobre conceitos e soluções práticas relacionadas à corrupção e seu combate no Brasil.

Em sua segunda edição (a primeira aconteceu em 2016 com o nome Prêmio Jota INAC), trata-se de um concurso cultural destinado a estudantes universitários de graduação e pós-graduação que busca contribuir para a sensibilização, a mobilização e a divulgação dos conceitos relacionados ao tema do combate à corrupção, por meio do estímulo ao desenvolvimento e reconhecimento de projetos acadêmicos, aplicativos e peças de comunicação, divididos em três categorias. O melhor projeto de cada categoria será premiado com R$ 6 mil (seis mil reais), além de menção honrosa. O Prêmio Não Aceito Corrupção é financiado por recursos oriundos de emenda parlamentar, firmada por meio do convênio nº 883266/ 2019, entre o Instituto Jatobás e o Ministério da Justiça e Segurança Pública, que pode ser consultado a qualquer momento no site da Plataforma +Brasil.

REALIZAÇÃO

O Instituto Jatobás é uma organização não governamental, sem fins lucrativos, cuja missão é influir para a ampliação da consciência e oferecer conhecimento para a construção de um caminho coletivo solidário e sustentável. O Desenvolvimento Sustentável é o ideal no qual o Jatobás acredita. É um caminho que conduz as pessoas – e as cidades onde vivem – para o crescimento e evolução com qualidade.

O Instituto Não Aceito Corrupção é uma associação apartidária, sem fins lucrativos, fundada em julho de 2015, tendo seus pilares de atuação baseados em pesquisa, elaboração de políticas públicas, educação e mobilização. Para isso, usa dados concretos para fazer uma discussão qualificada de leis e projetos de lei, de modo a contribuir para a adoção de regras eficientes no enfrentamento ao mau uso dos recursos públicos. Além disso, dissemina conhecimento, ferramentas de fiscalização do Poder Público, transparência e acesso à informação, entre outros, com o objetivo de reverter a cultura de corrupção que, por tanto tempo, tem vigorado no Brasil.

ASSESSORIA TÉCNICA

A Neurônio Ativação de Negócios e Causas é uma empresa com 20 anos de experiência, especializada no desenvolvimento e gestão de concursos culturais e editais de seleção, entre outros projetos de ativação estratégica, para fundações, empresas e organizações sociais nas áreas de desenvolvimento sustentável, responsabilidade social empresarial e empreendedorismo.

Participantes e Categorias

PARTICIPANTES E CATEGORIAS

Podem participar, individualmente ou em equipes de até 3 integrantes, estudantes maiores de 18 anos, regularmente matriculados durante o ano letivo de 2020 ou formados em 2019 em cursos de graduação ou pós-graduação de instituições de ensino superior brasileiras e estrangeiras. A participação de Professores se dá por meio da orientação das equipes inscritas. Não há limite de equipes orientadas.

Categoria Academia
CATEGORIA
ACADEMIA

Voltada para artigos acadêmicos, estudos de caso, pesquisas, ou outro projeto acadêmico, exclusivamente em língua portuguesa, contendo entre 5 e 20 páginas, sobre o tema do concurso.

Categoria Tecnologia
CATEGORIA
TECNOLOGIA

Poderão concorrer nesta categoria, sempre abordando o tema do concurso, versões executáveis finalizadas de aplicativos móveis, exclusivamente em língua portuguesa, disponíveis no Google Play (Android) ou App Store (iOS), bem como versões demo ou protótipos que possam ser executadas em plataforma web.

Categoria Comunicação
CATEGORIA
COMUNICAÇÃO

Destinada a peças digitais de comunicação, que possam vir a ser veiculadas em diferentes tipos de mídias, entre elas redes sociais, exclusivamente em língua portuguesa, que abordem o combate à corrupção. As peças podem ser: Vídeo com vinheta ou comercial; Áudio com spot, vinheta ou jingle; Imagem como fotografia, anúncio, banners, charge, cartaz, flyer ou folder.

Para mais detalhes sobre cada categoria, especificações e envio dos objetos de avaliação consulte o REGULAMENTO.

Regulamento

REGULAMENTO

Para participar, recomendamos que leiam atentamente o Regulamento, documento que apresenta detalhadamente todas as regras do Prêmio Não Aceito Corrupção e que podem contribuir para que o seu projeto tenha mais chances de ser selecionado.


CONFIRA O REGULAMENTO

Inscrições

INSCRIÇÕES

TEMPO EXTRA para você desenvolver e INSCREVER seu projeto, aplicativo ou peça de comunicação que contribua para a sensibilização, mobilização e divulgação de conceitos relacionados ao Combate à Corrupção!
PARTICIPE ATÉ 21 DE SETEMBRO.

Julgamento

JULGAMENTO

Os projetos apresentados serão avaliados e classificados com base nos seguintes critérios:

Adequação ao tema do concurso

Adequação ao tema do concurso: Combate à Corrupção

Compreensão dos conceitos relacionados ao tema do concurso

Compreensão dos conceitos relacionados ao tema do concurso

Inovação e Criatividade na proposta de trabalho

Inovação e Criatividade na proposta de trabalho

Percepção de relevância/benefício para a sociedade

Percepção de relevância/benefício para a sociedade

Capacidade de análise crítica, reflexão e posicionamento

Capacidade de análise crítica, reflexão e posicionamento

Aplicabilidade/usabilidade

Aplicabilidade/usabilidade

O processo de seleção dos projetos compreenderá 3 etapas:

1ª Etapa: Adequação às normas do regulamento

2ª Etapa: Julgamento Técnico

3ª Etapa: Banca de Premiação

Durante a 2ª e 3ª Etapa os projetos serão avaliados por uma banca formada por integrantes da Comissão Organizadora, acadêmicos, especialistas em comunicação, tecnologia e combate à corrupção.

CONHEÇA ALGUNS DOS INTEGRANTES DA
BANCA JULGADORA

Ágatha Camargo Paraventi
ÁGATHA CAMARGO PARAVENTI
Doutora e mestre em Ciências da Comunicação pela ECA/USP, com pesquisas sobre Ética, Comunicação e Cultura de Integridade. Especialista em Gestão Estratégica de Comunicação Organizacional e Relações Públicas. Graduada em Relações Públicas pela Faculdade Cásper Líbero. Professora da Faculdade Cásper Líbero. Leciona disciplinas de Comunicação e Cultura de Integridade em quatro cursos de Pós-Graduação Lato Sensu - Faculdade Cásper Líbero, Gestão Estratégica em Comunicação Organizacional e Relações Públicas da ECA/USP; Comunicação Pública Governamental da ECA/USP e MBA ABERJE. Professora nos cursos de Educação Executiva - Compliance e Gestão de Compliance, no INSPER. Atuação corporativa por mais de 10 anos na área de Comunicação Organizacional. Consultora em ética e cultura organizacional desde 2013. Integrante do Comitê de Estudos em Comunicação, Integridade e Compliance da Aberje desde 2018.
Bruno Brandão
BRUNO BRANDÃO
Economista pela Universidade Federal de Minas Gerais, mestre em Gestão Pública pela Universidade de York (Reino Unido) e em Relações Internacionais pelo Instituto Barcelona de Estudos Internacionais (Espanha). Desde 2013, coordena o estabelecimento da Transparência Internacional no Brasil e, antes disto, coordenou, no México, o Programa de Integridade no Financiamento Climático, da mesma organização. Bruno é fellow do programa “Governo Aberto nas Américas” da Organização dos Estados Americanos (OEA) e do programa “Transformation Thinkers”, da Fundação Bertelsmann.
Fernando Rodrigues
FERNANDO RODRIGUES
Jornalista, Mestre em jornalismo internacional pela City University, de Londres, Fellow da Nieman Foundation, em Harvard, Trabalhou em diversos veículos como repórter e editor e foi correspondente internacional em Nova York, Tóquio e Washington. Desde 2016, é diretor de Redação do jornal digital Poder360 (www.poder360.com.br), dedicado a notícias do poder, da política e da economia. Comanda também as operações do DataPoder360, divisão de pesquisas do grupo e é editor do newsletter Drive, a mais completa publicação diária sobre as notícias do poder e da política. Ancora desde 2019 o programa semanal de entrevistas Poder em Foco, no SBT. De 2000 a 2016, manteve no UOL o até então mais antigo site/blog de política em funcionamento no Brasil. Fez a cobertura jornalística de todas as eleições presidenciais diretas pós-ditadura militar. Atuou como analista diário de política na rádio Jovem Pan (SP). É vencedor de 4 prêmios Esso, entre outros.
Laura Barros
LAURA BARROS
Doutora e Mestre em Direito do Estado pela Universidade de São Paulo. Especialista em Autoridades Locais e o Estado pela École Nationale d’Administration de Paris; em Direito Público pela Escola Paulista da Magistratura e em Processo Civil pela Puc/Sp. Procuradora do Município de São Paulo. Ex-Controladora Geral do Município de São Paulo. Professora do IDP e Insper.
Marcelo Tas
MARCELO TAS
Apresentador do programa #Provocações e comentarista do Jornal da Cultura na TV Cultura. Professor de comunicação e inovação. Membro do Conselho de Professores do IBMEC, responsável pela Cátedra de Inovação e Jornalismo e professor do curso "Comunicação eficiente e criativa para seus projetos" da plataforma Domestika.
Paulo Saldiva
PAULO SALDIVA
Formado na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo em 1977, PhD em 1983, Professor Associado em 1986 e Professor Titular do Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo em 1996. Concentra suas atividades de pesquisa nas áreas de Anatomia Patológica, Fisiopatologia Pulmonar, Doenças Respiratórias e Saúde Ambiental, Ecologia Aplicada, Cidades e Saúde Humana, Ciências Humanas e Antropologia Médica. Foi Diretor do Instituto de Estudos Avançados da USP entre 2016 a 2020. Membro Titular da Academia Nacional de Medicina e da Academia Brasileira de Ciências. Membro do Comitê de Qualidade do Ar da Organização da Saúde (OMS) - 2005. Membro do Conselho Científico do GURME/Organização Meteorológica Mundial. Escreveu 656 artigos referenciados no Web of Science DataBase. Concluiu a orientação de 56 estudantes de doutorado.
Reynaldo Goto
REYNALDO GOTO
Engenheiro Mecatrônico formado pela Escola Politécnica da USP, pós graduado em Marketing (ESPM) e Finanças (FGV). MBA internacional em Berlim (ESMT). Atuou por mais de 20 anos na Siemens em diversas funções incluindo Engenharia, Logística, Estratégia e Regulatório. Foi CEO da Iriel Industria e Comércio Ltda. Chief Compliance Officer da BRF desde Agosto de 2018. Membro do Grupo de Trabalho Anticorrupção do Pacto Global da ONU. Colaborador do Grupo de Estudo de Compliance do IBGC. Diretor Institucional da Fundação Nacional da Qualidade. Secretário Executivo do Grupo de Trabalho de Combate à Corrupção e Responsabilidade Social da ICC.
Premiação

PREMIAÇÃO

Os projetos finalistas e vencedores serão divulgados neste site em data a ser definida a partir da última semana de setembro de 2020. Os prêmios para as equipes vencedoras de cada categoria são:

Vencedoras

Troféu Prêmio Não Aceito Corrupção
+
Voucher no valor de R$ 6.000,00
(seis mil reais).

2º colocados

Certificado de Segundo Colocado do Prêmio Não Aceito Corrupção
+
Voucher no valor de R$ 3.000,00
(três mil reais).

3º colocados

Certificado de Terceiro Colocado do Prêmio Não Aceito Corrupção
+
Voucher no valor de R$ 1.000,00
(mil reais).

Professores Orientadores

Os professores orientadores dos projetos vencedores e o orientador com maior número de projetos inscritos no concurso serão contemplados com Menção honrosa do Prêmio Não Aceito Corrupção.

Os três Professores orientadores com mais projetos entre os finalistas serão premiados com iPads e Kindles, a depender da classificação.

Instituições de ensino superior participantes

O Prêmio Não Aceito Corrupção contemplará as instituições de ensino superior responsáveis pelos projetos finalistas e aquela com o maior número de projetos inscritos serão contempladas com Menção Honrosa do Prêmio Não Aceito Corrupção;

Para conhecer os detalhes e condições para a premiação, leia o REGULAMENTO.

Cronograma

CRONOGRAMA

ETAPA PERÍODO
Inscrições TEMPO EXTRA ATÉ 21 DE SETEMBRO
Julgamento Agosto a novembro de 2020
Premiação Dezembro de 2020
Materiais de Apoio

MATERIAIS DE APOIO

Separamos para vocês alguns materiais que podem contribuir para que o seu projeto tenha mais chances de sucesso no Prêmio Não Aceito Corrupção. Acesse esses documentos, fazendo o download aqui:

Dúvidas

DÚVIDAS

Se ficar alguma dúvida, dê uma olhada no documento de perguntas frequentes ou fale conosco pelo e-mail
contato@premionaoaceitocorrupcao.com.br